Blog Médico e de Saúde: Novo Tratamento para Púrpura Trombocitopênica Trombótica Adquirida: Caplacizumab

Blog Médico e de Saúde: Novo Tratamento para Púrpura Trombocitopênica Trombótica Adquirida: Caplacizumab


A deficiência imunomediada da protease de clivagem do fator von Willebrand ADAMTS13 permite a adesão desenfreada de multímeros do fator von Willebrand a plaquetas e microtrombose. Isso resulta em trombocitopenia, anemia hemolítica e isquemia tecidual. Estas são as principais características da púrpura trombocitopénica trombótica adquirida (TTP).

O caplacizumabe é um fator anti-von Willebrand humanizado. O caplacizumab não é um anticorpo completo, mas apenas um fragmento, como você pode ver no vídeo abaixo. Inibe a interação entre multímeros de fator von Willebrand e plaquetas.

Neste estudo duplo-cego e controlado, 145 pacientes com PTT receberam caplacizumabe (10 mg de bolus de carga intravenosa, seguido de 10 mg diariamente por via subcutânea) ou placebo durante a troca de plasma e por 30 dias a partir de então.

O tempo médio para a normalização da contagem de plaquetas foi menor com o caplacizumab do que com o placebo (2,69 dias vs. 2,88 dias). Pacientes que receberam caplacizumab foram 1,55 vezes mais propensos a ter uma normalização da contagem de plaquetas como aqueles que receberam placebo.

O tratamento com caplacizumab na PTT foi associado a:

– normalização mais rápida da contagem de plaquetas
– menor incidência de um composto de morte relacionada ao TTP, recorrência de PTT ou evento tromboembólico
– menor taxa de recorrência de TTP

Referências:

Tratamento com Caplacizumab para Purpura Trombocitopênica Trombótica Adquirida | NEJM https://buff.ly/2MMYBLr0>

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *